Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


“Vozes da Experiência” convida defensores aposentados a participarem de iniciativas extrajudiciais da DPMG


Por Ascom em 7 de novembro de 2018

Projeto será implementado inicialmente em Belo Horizonte

Para convidar todas as defensoras e defensores públicos que se aposentaram a contribuírem com a Instituição e a compartilharem vivências, a Defensoria Pública de Minas Gerais lançou o Projeto “Vozes da Experiência”. O evento aconteceu no dia 6 de novembro, na sede I da DPMG em Belo Horizonte.

Ao abrir o encontro e agradecer a presença de todos, a subdefensora pública-geral do Estado, Luciana Leão Lara Luce, destacou a contribuição de cada um dos defensores aposentados na construção da Defensoria Pública. “Tenho certeza que iniciamos hoje um projeto exitoso. Cada um de vocês escreveu sua história aqui e é muito importante para a Instituição que possamos compartilhar um pouco da experiência dos senhores”, afirmou.

Luciana Leão Lara Luce explicou a intenção do Projeto “Vozes da Experiência” de convidar os membros aposentados para participarem, voluntariamente, das ações extrajudiciais promovidas pela Defensoria Pública mineira. A subdefensora-geral destacou que a ampliação das inciativas extrajudiciais é uma das metas estabelecidas pelo primeiro Planejamento Estratégico da Instituição, que está sendo implementado.

Subdefensora-geral, Luciana Leão Lara Luce: “se hoje, a Defensoria Pública é uma instituição autônoma e fortalecida, tenho certeza, foi também graças ao caminho que todos trilharam até aqui”

Após a exibição dos vídeos institucionais da DPMG, as defensoras e defensores públicos aposentados se apresentaram e contaram um pouco da sua trajetória na Casa.

A coordenadora de Projetos, Convênios e Parcerias, Michelle Lopes Mascarenhas Glaeser, falou sobre a atuação extrajudicial da Defensoria, fornecendo informações sobre alguns projetos em andamento. A coordenadora lembrou que uma das principais proposições do Planejamento Estratégico é estender essa atuação a todas as comarcas do interior.

Coordenadora de Projetos, Convênios e Parcerias, Michelle Mascarenhas

A coordenadora regional de Famílias e Sucessões da Capital, Caroline Loureiro Goulart Teixeira, e a assessora de Planejamento e Infraestrutura, Giza Magalhães Gaudereto, apresentaram o Mutirão “Direito a Ter Pai”, promovido pela Defensoria Pública em parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais. As defensoras e defensores aposentados foram convidados a participarem voluntariamente da sexta edição da iniciativa, que será realizada em Belo Horizonte e mais 43 comarcas, no dia 23 de novembro.

A assessora de Planejamento e a coordenadora regional de Famílias explicaram os objetivos e a dinâmica do mutirão de paternidade

Participaram também do evento a assessora Institucional, Emília Eunilce Alcaraz Castilho, e a defensora pública Eliane Aparecida de Castro Medeiros.

 

 

 

 



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >