Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Instituições divulgam estudo sobre gênero no processo reparatório dos atingidos pelo rompimento da Barragem de Fundão


Por Ascom em 8 de março de 2019

Na data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) divulga relatório sobre a situação de gênero dos atingidos pelo rompimento da Barragem de Fundão, da Mineradora Samarco, em Mariana. Um dos dados revelados pela pesquisa é de que a mulher, quando cadastrada como responsável pelo núcleo familiar, tem mais dependentes homens e mulheres, comparando-se à situação quando o homem é o responsável.

O estudo, contendo gráficos e tabelas que podem indicar entendimentos comparativos da questão de gênero no processo de reparação, especialmente os relacionados aos danos socioeconômicos, foi produzido pela empresa Ramboll, após decisão em reunião interinstitucional realizada em setembro de 2018, entre Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Defensoria Pública da União (DPU), Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) e Defensoria Pública do Espírito Santo (DPES).

Os dados do relatório, que municiarão as instituições na atuação em defesa do processo de reparação, serão apresentados e debatidos na Assembleia Legislativa do Espírito Santo no dia 12 de março, integrando o evento ““Mulheres Atingidas pela Lama na Luta por Direitos”.

Clique aqui para ler o relatório.

Clique aqui para ver o cartaz “Mulheres Atingidas pela Lama na Luta por Direitos”.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >