Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


DPMG promove novos encontros para alinhamento da execução do seu Planejamento Estratégico


Por Ascom em 22 de fevereiro de 2019

Nos dias 15, 18 e 22 de fevereiro, os coordenadores locais das Defensorias que possuem de dois a três órgãos de execução e os defensores públicos que atuam em Defensorias que contam com um órgão de execução participaram de reunião para execução do Planejamento Estratégico da Defensoria Pública de Minas Gerais.

No total, a Defensoria-Geral realizou seis encontros com essa finalidade, contemplando todas as Especializadas da Capital e Defensorias do interior, além do Núcleo de Atuação junto aos Tribunais Superiores.

A reunião do dia 22 contou com a presença do diretor-presidente da Associação das Defensoras e Defensores Públicos de Minas Gerais (Adep-MG), Eduardo Cyrino Generoso.

Na abertura dos encontros, o defensor público-geral do Estado, Gério Patrocínio Soares, ressaltou que a promoção da união do corpo da Instituição foi uma das necessidades apontadas pelo Planejamento Estratégico e que os encontros que estão sendo realizados com defensores que atuam em Defensorias com poucos ou apenas um órgão de execução têm também a finalidade de auxiliar na construção da identidade institucional.

Defensores públicos presentes no encontro do dia 15

Gério Patrocínio destacou que cada Defensoria tem uma realidade própria e que naquelas em que atuam apenas um membro, muitas vezes, o defensor público tem que fazer tudo – administrar, atender assistidos, fazer audiências e relacionar com outras autoridades. “São defensores guerreiros que têm muito a contribuir para a Instituição, para construirmos o caminho que vamos traçar para os próximos anos”.

“O maior perigo, em tempos de turbulência, não é a turbulência em si, mas sim, agir com a lógica de ontem”, afirmou o DPG ao salientar que a execução do Plano é um processo dinâmico. Destacou que mudanças já visíveis no cenário externo exigirão redefinir estratégias de atuação.

A evolução da importância da Defensoria Pública na percepção da população e do meio político também foi pontuada pelo defensor-geral. Gério Patrocínio lembrou que em 2015, quando foi realizado o último concurso da DPMG, não havia curso preparatório para a carreira de defensor público em Belo Horizonte e que hoje existem vários.

“Com esse intuito de união, tenho certeza que vamos avançar muito. O Planejamento Estratégico foi elaborado pela Fundação João Pinheiro e a execução é nossa, que somos os donos da Casa”, finalizou o DPG.

A reunião do dia 18 contou com a participação de defensores em atuação em Defensorias que têm um órgão de execução

A subdefensora pública-geral, Luciana Leão Lara Luce, enfatizou que esta fase de execução do Planejamento Estratégico é de extrema importância para a Instituição e que seu êxito perpassa pelo engajamento e dedicação de todos os defensores públicos, servidores e estagiários da DPMG.

Luciana Leão Lara Luce informou que será feita uma consulta aos defensores para sugestões para a próxima proposta orçamentária e solicitou a participação dos colegas.

Em seguida, as assessoras da Defensoria Pública-Geral que estão à frente da execução do Planejamento Estratégico – Marina Lage Pessoa da Costa (assessora de Administração Estratégica e Inovação); e Michelle Lopes Mascarenhas Glaeser (coordenadora de Projetos, Convênios e Parcerias) – passaram a conduzir os encontros.

Marina Lage fez uma exposição sobre o Plano, abordando o diagnóstico produzido, os 30 projetos estratégicos indicados e os desafios para os próximos cinco anos apontados pelo estudo.

Defensores públicos presentes no encontro do dia 22

As funções da Coordenadoria de Projetos, Convênios e Parcerias foram apresentadas pela defensora pública Michelle Lopes Mascarenhas, que destacou a importância da formalização dos projetos para que sejam institucionalizados e para que o setor possa oferecer suporte em sua execução. A coordenadora apresentou, ainda, alguns projetos extrajudiciais desenvolvidos pela DPMG.

Também participou a assessora de Planejamento e Infraestrutura, Giza Magalhães Gaudereto, que forneceu informações gerais sobre questões relacionadas à sua assessoria.

O diretor de Tecnologia e Desenvolvimento Vitor Neves prestou explicações sobre ferramentas digitais para o atendimento do assistido, como agendamento on-line e protocolos de atendimento, entre outras.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >