Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública participa de solenidade para a entrega do relatório final da CPI da Barragem de Brumadinho


Por Ascom em 17 de setembro de 2019

A chefe de Gabinete da Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG), Raquel Gomes de Sousa da Costa Dias, representou o defensor público-geral, Gério Patrocínio Soares, na solenidade de entrega do relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito da Barragem de Brumadinho. A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (17/9), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O documento foi entregue também para outras autoridades do Governo e representantes da sociedade civil.

Presentes representantes de diferentes órgãos, como Ministério Público de Minas Gerais e Polícia Militar, e de entidades como o Sindicato dos Jornalistas, além de familiares de vítimas

Autoridades presentes salientaram a importância do trabalho conjunto de vários órgãos estaduais – dentre eles a Defensoria Pública de Minas Gerais – e federais para atuar tanto na responsabilização dos culpados quanto na reparação para as vítimas do rompimento da Barragem do Córrego de Feijão. A DPMG está presente em Brumadinho prestando atendimento aos atingidos desde o dia da tragédia, instalou sede permanente no município e firmou acordo inédito de indenização extrajudicial para reparação célere de danos morais e materiais, seguindo parâmetros nacionais e internacionais.

Raquel Gomes recebeu o relatório final do presidente da ALMG, deputado Agostinho Patrus, e do presidente da CPI da Barragem de Brumadinho, deputado Gustavo Valadares

Durante a solenidade o presidente da ALMG, Agostinho Patrus, anunciou a criação de um grupo de trabalho para monitorar o acompanhamento das recomendações contidas no documento. O grupo deverá ser formado pelos mesmos deputados, efetivos e suplentes, que fizeram parte da comissão para que o conhecimento adquirido em seis meses de trabalho não seja perdido. “A Assembleia Legislativa continua em luto pela perda de tantas vidas e nosso trabalho não vai parar com a entrega deste relatório”, disse Patrus.

A versão completa do relatório estará disponível em breve no Portal da ALMG. A CPI da Barragem de Brumadinho foi constituída no dia 14 de março e fez a leitura e a aprovação do relatório final no dia 12 de setembro. O documento aponta fatos que concorreram para o rompimento da Barragem B1, da Mina Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho (Região Metropolitana de Belo Horizonte). A tragédia ocorreu em 25 de janeiro deste ano e provocou a morte de 270 pessoas.

O documento também aponta os responsáveis, pede o indiciamento de 13 pessoas e faz mais de 100 recomendações a órgãos públicos e empresas.

Clique aqui para ver a síntese do relatório final. 

Com informações da ALMG



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >