Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública de Minas Gerais defende segurança e clareza para doações da Vale


Por Ascom em 12 de fevereiro de 2019

Para garantir que as doações anunciadas pela Vale sejam feitas de forma segura e não gerem prejuízos aos atingidos pelo rompimento das barragens em Brumadinho, a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) recomendou a suspensão temporária do cadastramento para as doações de R$ 15 mil.

Os critérios do cadastro, que foi iniciado pela Vale na segunda (11/02) e é dirigido a pessoas que moravam ou tinham atividade comercial em área até dez km abaixo da barragem, tem gerado dúvidas entre os moradores.

Em entrevista concedida ao “Bom Dia Brasil”, ao “G1” e ao jornal “O Tempo”, o defensor público Rômulo Luis de Carvalho explica que “os documentos apresentados pela Vale davam margem para que, no futuro, a doação fosse compensada com outras doações/auxílios”.

Confira as reportagens.

“Bom Dia Brasil”

“G1”

“O Tempo”

“MGTV – 1ª edição”

“Itatiaia”



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >