Defensoria Pública de Minas Gerais

Igualdade e cidadania para todos


Defensoria Pública de Minas Gerais atua em defesa dos atingidos pelo rompimento das barragens em Brumadinho


Por Ascom em 28 de janeiro de 2019

Para garantir os direitos dos atingidos pelo rompimento das barragens da Mina do Feijão, explorada pela Mineradora Vale, em Brumadinho, a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) está atuando no local desde a sexta (25/01), dia da ruptura.

De imediato, defensores públicos, assessores da Defensoria-Geral e coordenadores do Núcleo Estratégico da Defensoria Pública de Proteção aos Vulneráveis em Situações de Crise foram para a região, para prestar auxílios iniciais aos moradores.

O defensor público-geral do Estado, Gério Patrocínio Soares, que, na sexta-feira estava em Sergipe para reunião do Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais, chegou em Brumadinho na manhã do sábado.

Além de manter contato com familiares das vítimas e autoridades presentes, o DPG participou de diversas reuniões, entre elas, do Grupo Estratégico para atuação em razão do desastre e das instituições integrantes da Força-Tarefa criada pela Procuradoria-Geral da República para apurar as causas e responsabilidades do rompimento.

Reunião do Grupo Estratégico

Para o defensor-geral do Estado, Gério Patrocínio, a gravidade da situação demanda a atuação conjunta e articulada entre as várias instituições, para que os resultados do trabalho possam auxiliar de forma concreta e ágil a população.

Força-Tarefa criada pela Procuradoria-Geral da República

O dirigente da DPMG salienta que a Instituição está à disposição da população e dos órgãos governamentais locais, para prestar atendimento à população atingida.

Para potencializar as ações de amparo aos atingidos, a Defensoria Pública criou um comitê institucional. Defensores públicos mineiros estão se revezando para que a Instituição atue no local de forma ininterrupta. Os trabalhos incluem levantamento preliminar dos impactos do rompimento e das necessidades da população, articulação com outros órgãos e poderes constituídos, além de auxílios iniciais aos desabrigados. Em Belo Horizonte, desde a sexta-feira (25/01), foi estabelecido plantão em sobreaviso, que será mantido de forma permanente. Ainda no final de semana, a Instituição iniciou a arrecadação de donativos, que foi interrompida até que haja necessidade de mais doações no local.

Mídia
Clique aqui e confira entrevista concedida por defensor público de Minas Gerais em reportagem sobre o rompimento produzida pelo MGTV 1ª edição.



Transparência

O que é?

O objetivo dessa sessão é permitir o acesso transparente, rápido e fácil aos documentos e informações relacionadas à Execução Orçamentária e Financeira, Licitações, Contratos e Convênios.

saiba mais >